Tércio Miguel de Pinho Silva
Flauta

Curso Profissional de Sopros e Percussão do Conservatório de Música da Jobra

Tércio Miguel de Pinho Silva, nasceu a 14 de Março de 1988.

Iniciou os seus estudos musicais em Flauta Transversal aos 13 anos, tendo trabalhado como auto-didacta até aos 18 anos.

Ingressou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em Aveiro, mas apenas concluiu o 1º grau.

No ano de 2008 ingressou no Curso Profissional de Instrumentista de Sopros e Percussão no Conservatório de Música da Jobra.
Durante os 3 anos de curso trabalho com o professor Alexandre Andrade (durante um ano), e com o professor Gil Magalhães
(durante os últimos dois anos). Durante o seu percurso académico teve a oportunidade de trabalhar com vários maestros em estágios de orquestra organizados pela Escola. Tais como, Daniel Ferrero Silvage, Yoroslav Mikus, Ethien La Maison, Alex Schillings,
André Granjo, Vitor Matos, Luís Cipriano, Alberto Roque. Teve o privilégio de trabalhar em masterclasses com o Professor Gil Magalhães, e com o professor Rui Sousa.

Durante os dois primeiros anos de Curso leccionou Flauta Transversal numa escola não oficial de Angeja. No ano lectivo 2010/2011 terminou com distinção o Curso Profissional de Instrumentista de Sopros e Percussão.

Dedica-se ainda à composição para orquestra e ensemble de sopros, tendo já estreado algumas obras para orquestra de sopros, quarteto de tubas, quinteto de metais, entre outras formações, todas elas do Curso Profissional de Música da Jobra.

Frequentou ainda os cursos de direção de Orquestra de Sopros com os Maestros Carlos Marques e Ernest Schell.

Ingressou no ano lectivo de 2011/2012 na Universidade do Minho, Instituto de Letras e Ciências Humanas, e aí continua sob a tutoria do professor Gil Magalhães, no curso de Música, variante de instrumento. Teve a oportunidade de trabalhar com vários
maestros em diversos estágios de orquestra, como por exemplo: Toby Hoffman, Vítor Matos, Roberto Perez, Vasco Faria, entre outros. No presente ano Lectivo teve o privilégio de ver uma das suas obras para Orquestra de Sopros, "Suspense", ser estreada
pela Orquestra de Sopros da Universidade do Minho, sob a direcção do professor Vasco
Faria.

powered by:BandaGest