BANDA DE ARCOS DE VALDEVEZ VENCE III CONCURSO DE BANDAS FILARMÓNICAS EM BRAGA

Evento afirma-se na agenda cultural da Cidade

«Banda de Arcos de Valdevez vence III Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga»

A Banda de Arcos de Valdevez foi a grande vencedora do III Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga que decorreu este-fim-de-semana, no Grande Auditório do Parque de Exposições, sob organização do Município de Braga, com o apoio da InvestBraga, Conservatório Calouste Gulbenkian e Associação de Festas de S. João.

A iniciativa distinguiu ainda a Banda Musical de Fajões (Oliveira de Azeméis) e a Unión Musical de Valladares (Vigo) com os segundo e terceiro prémios, respectivamente. O júri do Concurso, composto por João Manuel Duque, Ilídio Costa, Rafael Agulló Albors, Filipe Silva e Fernando Marinho, atribuiu ainda o troféu ‘Batuta de Prata’ a Bruno Costa, maestro da Banda Musical de Fajões.

Já o prémio de Melhor Banda do Distrito foi entregue à Banda de Música de Belinho (Esposende).

Recorde-se que além de prémios monetários para o 1.º, 2.º e 3.º classificados, as seis primeiras bandas classificadas têm presença garantida na próxima edição das Festas de S. João de Braga, sendo o Concurso a única forma de acesso das Bandas Filarmónicas à maior festa popular de Portugal. Também a melhor banda do distrito terá a oportunidade de gravar um CD.

«Concurso interpreta o sentir do movimento filarmónico»

A terceira edição marcou o ano de viragem desta iniciativa que se afirma, cada vez mais, como o evento que “melhor interpreta o sentir do movimento filarmónico”. Partindo da experiência das primeiras edições, a comissão organizadora introduziu este ano algumas novidades que permitem afirmar, definitivamente, o Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga na agenda cultural da Cidade.

Durante dois dias, 15 bandas provenientes de várias regiões do País e também de Espanha mostraram o trabalho que realizam nas suas comunidades e acrescentaram mais uma página memorável ao enorme património histórico que detêm.

Para a vereadora da Cultura, Lídia Dias, o Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga é “mais um passo para o enriquecimento desta história e um contributo para que chegue às próximas gerações em condições de se afirmar, cada vez mais, como um elemento que cresce e se desenvolve no respeito pelas diferenças e potenciador de energias, para que todos consigam crescer fazendo sempre mais e melhor pelas suas comunidades e, principalmente, pelos mais jovens”.

No final de mais uma edição, Lídias Dias agradeceu o contributo de todas as pessoas e entidades que tudo fizeram para que este III Concurso de Bandas Filarmónicas fosse mais um momento inesquecível para a cultura Bracarense.

NOTICIA - MUNICIPIO DE BRAGA



powered by:BandaGest